Prefeitura de SP bloqueia pagamento de mais de 14 mil benefícios do Bolsa Família

A prefeitura de São Paulo suspendeu e bloqueou na sexta-feira (20) o pagamento de 14.227 benefícios do Bolsa Família. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), que investiga pagamentos suspeitos, a Prefeitura está procurando quem teve o auxílio suspenso por carta e pessoalmente para verificação.

Só vai voltar a receber o dinheiro quem provar que preenche os requisitos do programa. A investigação apontou que entre 2013 e 2016 mais de 30 mil pessoas podem ter recebido o benefício indevidamente só na capital.

Na lista apareceram doadores de campanha, empresários e até gente pessoas já mortas. Desde maio, o município já vinha realizando levantamentos e foram excluídos, cancelados, bloqueados ou suspensos 943 benefícios em 2016.

A recomendação pedindo a revisão dos benefícios foi expedida pela procuradora da República Anamara Osório Silva, do Núcleo de Combate à Corrupção do MPF em São Paulo.

Ela instaurou um inquérito civil público após receber os dados locais de um levantamento nacional realizado pela Procuradoria por meio de uma ferramenta de inteligência que cruzou informações de diferentes bancos de dados federais, estaduais e municipais.

SHARE