Gasolina cai para R$ 2,14 no Dia de Liberdade de Impostos

Um protesto ativo e silencioso vai baixar o preço da gasolina de R$ 3,39 para R$ 2,14.

A redução por litro será de R$ 1,25, o equivalente a 37%. Sabe pra que? Para mostrar o quanto a gente paga de impostos no Brasil.

O Dia da Liberdade de Impostos será no dia 1º de junho e vai baixar os valores da gasolina no Distrito Federal em 12 estados brasileiros – o preço acima é a média do que é cobrado em Brasília.

Neste dia os empresários do setor vão abrir mão dos tributos, ou seja, não repassarão para os consumidores. A ideia é questionar a alta carga tributária do País e o baixo retorno que temos em serviços públicos.

Abuso tributário

Em 2017, os brasileiros vão trabalhar aproximadamente 153 dias, ou seja, mais de 5 meses apenas para pagar impostos.

Na prática, é como se a população trabalhasse o ano todo, mas só começasse a receber seu salário a partir de junho.

A estimativa é feita pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem) – com base em estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT).

“Mais de 40% dos rendimentos são destinados a impostos, e, em nossa opinião, esse porcentual não é razoável, especialmente porque prejudica o poder de compra dos cidadãos”, defende o coordenador da campanha DLI nacional e presidente da CDL Jovem DF, Raphael Paganini.

Esta será a 9ª edição do Dia da Liberdade de Impostos (DLI).

Em Brasília

No dia 1º de junho, a gasolina estará 37% mais barata em três unidades do Posto Jarjour (Asa Norte, Asa Sul e Taguatinga).

As vendas começam a partir das 6h30.

Serão vendidos 45 mil litros de gasolina – o maior volume da campanha até hoje – pelo preço que seria cobrado caso não incidissem tributos distritais e federais.

Cada consumidor poderá abastecer até 20 litros, e o pagamento deverá ser feito em dinheiro.

Os empresários que patrocinam a ação não vão repassar aos consumidores os impostos que pagam ao governo.

“Os impostos não deixarão de ser pagos, mas esse custo será bancado pelos [empresários] patrocinadores, e não repassado aos consumidores”, explica Paganini.

A CDL Jovem defende a simplificação tributária no Brasil.

“Apoiamos um imposto único – ou medida similar – que tornaria o cálculo mais fácil, e, consequentemente, os cidadãos teriam recursos para exigir a diminuição da carga. “

Seguem abaixo mais detalhes de ações em outras cidades do País:

Manaus / AM

Amazonas Shopping venderá produtos sem impostos

Fortaleza / CE

Ceará Moda Shopping venderá produtos sem impostos

Vitória / ES

Shopping Vila Velha e Supermercado Extrabom venderão produtos sem impostos

Macapá / AM

Garden Shopping venderá produtos sem impostos

Joinville / SC

Serão vendidos sem impostos: 8 mil litros de gasolina, 1 carro, 150 pizzas e vendas da empresa MeusPedidos.com, além de 50 ingressos pra um evento de empreendedorismo em outubro

Rondonópolis / MT

Serão vendidos sem impostos 10 mil litros de etanol.

Brasília / DF

Serão vendidos sem impostos 45 mil litros de gasolina e 1 carro.

Juazeiro do Norte / CE

Cariri Garden Shopping venderá produtos sem impostos.

Resende / RJ

Serão vendidos sem impostos 2.250 litros de combustível.

Farroupilha / RS

Haverá ações de conscientização em redes sociais e com a imprensa.

Volta Redonda / RJ

Serão vendidos sem impostos 2 mil litros de gasolina.

Salvador / BA

Shopping Barra venderá produtos sem impostos.

Chapecó / SC

Serão vendidos sem impostos 3 mil litros de gasolina.

Belo Horizonte / MG

Serão vendidos sem impostos 5 mil litros de combustível, além de produtos de 440 lojas pela cidade.

SHARE