Fraude em cemitérios de Suzano pode ter desviado mais de R$ 150 mil

Uma ação da Prefeitura de Suzano constatou, nesta sexta-feira (27), que mais de R$ 150 mil em taxas de cemitérios, como de enterros e exumações, podem ter sido desviados por um funcionário, que, segundo a administração municipal, devolveu R$ 62 mil em dinheiro após ter sido questionado pela Controladoria Geral do Município. Um boletim de ocorrência foi registrado por peculato no Distrito Policial Central.

A suspeita é que o responsável pela administração dos dois cemitérios – concursado há 18 anos – recebia os pagamentos de serviços, como sepultamento e exumação, dava recibos aos contribuintes, mas não lançava os valores no sistema da administração municipal e nem repassava o dinheiro para a Prefeitura. A ação foi coordenada pela Controladoria Geral do Município e pelas Secretarias de Segurança Cidadã, Administração e Planejamento e Finanças.

Segundo a Prefeitura, o funcionário apresentou resistência quando foi informado que seria transferido. Ele solicitou prazo para “fechar a contabilidade”. O servidor, de 43 anos, já havia passado por várias funções na administração, como coveiro e supervisor.

Ao ser acionada pela Secretaria de Administração, que estranhou os argumentos do funcionário, a pasta de Planejamento e Finanças confirmou queda na arrecadação dos cemitérios.

Segundo a Prefeitura, o servidor assumiu a responsabilidade e devolveu aproximadamente R$ 62 mil em espécie. Além do dinheiro, foram apreendidos 19 talões de recibos que teriam sido usados para as cobranças. Segundo levantamento preliminar das Secretarias de Administração e de Planejamento e Finanças, o montante total desviado pode ficar entre R$ 160 e R$ 170 mil reais, mas o valor ainda vai ser apurado.

“Com o auxílio da Secretaria de Planejamento e Finanças, constatamos que os repasses dos cemitérios sofreram queda significativa desde março do ano passado, ou seja, algo muito errado estava ocorrendo”, pontua explica o secretário de Segurança Cidadã, Fátimo Aparecido Rodrigues.

O prefeito Rodrigo Ashiuchi determinou que uma sindicância seja aberta para investigar o servidor público que cuidava da administração dos cemitérios São João Batista e São Sabastião.

Segundo o chefe da Controladoria Geral do Município, o advogado Murilo Inocêncio, o servidor foi intimado a se apresentar no departamento na segunda-feira (30), acompanhado do corpo jurídico do Sindicado dos Servidores Públicos Municipais de Suzano. O secretário adianta que será garantido ao suspeito amplo direito de defesa.

“O funcionário será de suas atividades profissionais e ouvido em sindicância. Se ficar comprovada a responsabilidade, ele poderá ser exonerado a bem do serviço público. Todas as informações colhidas na sindicância serão encaminhadas à Polícia Civil, que também investiga o caso.”

SHARE